16 de Dezembro de 2020

Caoa Cherry Vale a pena?

Melhor Compra: vale a pena comprar um Caoa Chery?

Depois que a Chery se associou à CAOA, em novembro de 2017, a marca que passou a se chamar CAOA Chery e entrou em evidência no mercado.

A Chery estava no Brasil desde 2009, como importadora, e a partir de 2014, como fabricante, mas sempre teve presença discreta.

Em janeiro de 2019, a CAOA Chery divulgou o balanço do primeiro ano de atividade da nova marca anunciando 131,6% de crescimento.

No período, a foram comercializadas 8.640 unidades o que é pouco se comparado com o volume de um carro com boa procura.

O Ford Ka, por exemplo, vendeu 8.534 unidades somente no mês de dezembro de 2018.

Mas é bastante para uma marca no primeiro ano de mercado.

A CAOA realmente ajudou muito a Chery, com a divulgação maciça e agressiva dos carros e também com sua experiência e conhecimento.

A CAOA vende carros desde 1979, fabrica veículos para a Hyundai desde 2007, e em 2015 inaugurou seu próprio centro de pesquisa e desenvolvimento em Anápolis (GO).

Mas não foi só a entrada da CAOA que mudou a condição da Chery no mercado porque a sociedade entre as empresa se deu em um momento de renovação da linha Chery.

Os lançamentos que viriam de qualquer modo apresentaram carros mais modernos e de melhor qualidade que os antecessores.

Atualmente, a linha CAOA Chery reúne veículos das diferentes fases da Chery no Brasil: QQ, dos tempos que a Chery estava sozinha, e Tiggo 5x, Tiggo 7 e Arrizo 5, da fase atual.

O Tiggo 2 seria de uma fase intermediária uma vez que ele é um produto novo desenvolvido a partir de uma plataforma antiga, que serviu de base para o descontinuado Celler hatch e sedã.

Afinal, vale a pena comprar um CAOA Chery?

Analisando diversos aspectos e revendo testes comparativos que fizemos nos últimos tempos, nós respondemos para você.

Assista o vídeo para conferir o que descobrimos

https://www.youtube.com/watch?v=87yrYn5mbNs&feature=emb_logo

Caoa Cherry Vale a pena?
Topo